quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Othelino recebe prefeitos de São Félix de Balsas e de Santa Helena

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), reuniu-se, na manhã desta quarta-feira (21), com o prefeito de São Félix de Balsas, Márcio Pontes, com quem conversou sobre emendas parlamentares direcionadas ao município. No encontro, Márcio Pontes destacou obras públicas realizadas na cidade graças ao apoio do Poder Legislativo.

“O deputado Othelino Neto é um homem de espírito público, que tem sido solidário com o povo de nossa terra. Vim para agradecer o apoio do Poder Legislativo e apresentar novas demandas essenciais para a população. Somos prefeito de uma cidade pequena, bem distante da capital, carente de tudo e que, por isso mesmo, precisa de parcerias fortes, tanto com o Governo do Estado, quanto com a Assembleia Legislativa”, ressaltou Pontes.

Depois de ouvir o relato do prefeito sobre o andamento de obras executadas em São Félix de Balsas, o deputado Othelino Neto frisou ser importante a contribuição da Assembleia Legislativa, por meio de emendas parlamentares, para que os municípios ampliem sua rede de obras e serviços.

“O Parlamento é um aliado natural dos municípios. No caso de São Félix de Balsas, estamos acompanhando o esforço do prefeito na execução de obras vitais para a cidade, como, por exemplo, as que estão em andamento via Programa Mais Asfalto. E também nas áreas da saúde, educação e infraestrutura. Tudo com o propósito de melhorar as condições de vida da população”, frisou Othelino Neto.

Santa Helena

Outra visita, na manhã desta quarta-feira (21), foi do prefeito de Santa Helena, Zezildo Almeida (PTB). O gestor estava acompanhado do chefe de gabinete da Prefeitura do município, Renato Sousa. Durante o encontro, Zezildo Almeida elencou obras e serviços realizados pela Prefeitura de Santa Helena em parceria com o Governo do Estado. E agradeceu a Othelino Neto pela liberação de emendas parlamentares em benefício da população do município.


“Esta visita de cortesia foi uma maneira que encontrei para agradecer pessoalmente ao deputado Othelino Neto pelo seu empenho na liberação de emendas que beneficiam a população de Santa Helena. Além disso, conversamos sobre novas demandas para a realização de obras na cidade”, resumiu o prefeito.

Parlamentar pede que MP fiscalize “indústria de multas”

O deputado Eduardo Braide (PMN) usou a tribuna, nesta quarta-feira (21), para informar que ingressará com uma Representação junto ao Ministério Público do Maranhão contra a prefeitura de São Luís sobre a cobrança indevida de multas.

“Todos nós devemos cobrar e exigir a correta fiscalização no trânsito. Agora, ser penalizado por algo que você não fez, é realmente um absurdo. Nós não podemos permitir essa indústria de multas em São Luís. São indevidas e irregulares. É por isso que, hoje mesmo, ingressarei com uma Representação no Ministério Público, para que o órgão apure, cobre e fiscalize quem realmente precisa ser fiscalizado: a Prefeitura de São Luís”, afirmou o deputado.

Ainda no discurso, Eduardo Braide disse que a Prefeitura de São Luís precisa usar os recursos arrecadados com as multas em benefício da cidade. “Há uma vontade desenfreada da Prefeitura de arrecadar. A preocupação deveria ser com os buracos, que estão em toda a parte e se multiplicaram com as chuvas. Quer dizer que a Prefeitura só se preocupa em cobrar multa, em arrecadar? E o dinheiro da arrecadação, não se usa?”, questionou.


O deputado finalizou o pronunciamento ressaltando que o Ministério Público intervirá na cobrança das multas indevidas, já que a Prefeitura de São Luís se mostra omissa no caso. “Acho inadmissível essa postura do prefeito de São Luís, que é omisso e ninguém sabe onde está. Só vive viajando e não para na cidade. Que ele honre o cargo que lhe foi confiado. E já que não determina a imediata paralisação nessa indústria de multas, não tem problema. O Ministério Público o fará”, concluiu Eduardo Braide.

Secretário anuncia cancelamento de multa de sensor da Av. Colares Moreira

O secretario municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) de São Luis, Canindé Barros realizou ontem uma coletiva para tirar as dúvidas dos condutores sobre as multas que estão sendo aplicadas irregularmente.  Na ocasião, o secretário anunciou que irá cancelar algumas multas duplicadas e de um radar que estava com defeito na Av. Colares Moreira, próximo a Lagoa da Jansen.

O sensor foi desligado, pois estava operando de forma irregular, pois foi responsável por boa parte das multas irregulares.  A câmera estava multando motoristas que entravam automaticamente na faixa exclusiva para ônibus, segundo informou o secretário. “O carro pode percorrer uma quadra dentro da faixa, mas o sensor estava multando assim que o veiculo entrava na faixa, confirmando o erro do equipamento” explicou Canindé.

As faixas exclusivas para ônibus começaram a funcionar em dezembro do ano passado, e em um intervalo de 15 dias, passaram por modificações e adaptações. A principal reclamação dos motoristas era a identificação que não ficava clara em alguns pontos, e a dificuldade em fazer a conversão na faixa pontilhada.

Mesmo obedecendo às regras, muitos motoristas acabaram sendo multados, foram quase duas mil multas. Só que a secretária identificou ilegalidades na emissão dessas multas e por isso, determinou o cancelamento das mesmas. A SMTT não informou a quantidades de infrações que serão canceladas.

Cancelamentos automáticos

Canindé Barros explicou ainda que os cancelamentos serão feitos automaticamente e que “não há necessidade do condutor lesado vir até aqui. Todas essas multas serão canceladas até sexta-feira. Já determinamos, por meio de ofício, para que tenha essas baixas no sistema. Os condutores podem ir na próxima segunda-feira tirar o seu nada consta. Pedimos desculpas para todos os condutores.”

A prefeitura notificou a empresa responsável pela instalação e manutenção dos equipamentos e as correções já foram feitas para que este tipo de problema não volte acontecer. A fiscalização do trânsito de São Luís, por meio de radares, começou a funcionar efetivamente dia 10 de novembro de 2017. Ao total são 32 equipamentos espalhados pelas principais ruas e avenidas da capital maranhense visando multar os motoristas infratores.

Para Canindé, as multas mais registradas depois das instalações dos equipamentos foram “falta do uso de cinto de segurança, uso do celular no trânsito e crianças na frente do veículo, sem cadeirinhas”. Ele alertou também que mesmo com o sinal aberto, o sistema registra multa, se o veiculo passar da velocidade máxima. “Mesmo quando os semáforos estiverem desligados, eles iram multar os condutores que passarem acima de 60 km/h”, explicou o secretário.

Concurso à vista!


O Secretário Canindé anunciou abertura de mais de 500 vagas para a SMTT. Segundo ele, Já foi encaminhado os documentos necessários para a Secretaria de Planejamento, que já está em análise. 

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

O uso do gás natural nos automóveis do estado

O vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Fábio Macedo, solicitou, através de uma indicação, que parte da produção de gás natural seja disponibilizada na rede de distribuição de combustíveis para ser utilizado por veículos automotores que trafegam no Estado. De acordo com o parlamentar, a intervenção deve ser feita entre o Palácio dos Leões e a Eneva, empresa que controla o Complexo de Produção de Gás Parnaíba nos municípios de Lima Campos, Capinzal do Norte e Santo Antônio dos Lopes.

"Não é justo que os maranhenses não possam ter acesso ao gás natural produzido aqui. Além de ser uma opção mais barata de combustível, o gás também não é poluente. Isso seria um ganho para a população que poderia economizar, já que a gasolina a cada dia aumenta mais de preço e muitas pessoas utilizam seus automóveis para o sustento familiar", disse o deputado.

Fábio Macedo ainda lembrou que o Brasil é um dos grandes produtores mundiais de Gás Natural e o Maranhão precisa disponibilizar mais essa opção para a população, seguindo exemplos dos outros 17 estados que utilizam o gás  como: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Espírito Santo, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Alagoas, Sergipe, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Amazonas e Goiás.